Flèche Velócio do Brasil

Sexta Feira Santa há quatro anos tem sido sinônimo de Flèche Velócio.

E este ano o mês de Março foi bem agitado, trocamos mais de 150 e-mails com as tres Equipes inscritas, discutindo e fechando detalhamentos dos trajetos e regulamento.

O Flèche não é um Brevet, mas um evento que a SAC organiza para ciclistas convidados ou indicados!

Portanto não realizamos inscrições, as equipes apresentam seus trajetos, que são aprovados pela Organização e pedalam por sua “conta e risco” as 24 horas determinadas no Regulamento.

Equipe SerraMar – formada por Claudio Silveira, Edson Berreta, Rafael Castro e Saul Rodrigues



Equipe Flecha Crazy Way – Rafael Dias, Daniel, Maico, Ciro e Rodyer



Equipe Sociedade Audax-Monareta – Luíz Lazary, Paulo Bagatini, Marga Comassetto, Valter Pietzsch  e Moacir Wagner



Duas das equipes tiveram sua largada em Santa Catarina, Braço do Norte ( Flecha Crazy Way) e SerraMar em Laguna, a Equipe Monareta Largou de Dr Ricardo no Rio Grande do Sul. Falamos via celular e mensagens durante todo o Evento com todas as equipes.

 As duas equipes que vieram de Santa Catarina em direção a Poa, enfrentaram vento forte por boa parte do trajeto, e na chegada estavam na capa da gaita, tamanho o esforço desprendido para pedalar as 24 horas do Fleche, enquanto a Equipe Monareta, relatou uma noite tranquila e uma lua cheia que os acompanhou no sobe a desce da serrinha nos primeiros kms de pedalada.

 O diferencial deste Fleche, foi a chegada. Resolvi fazer uma confraternização em minha casa com cada equipe. Recrutei o trabalho voluntário do meu esposo Zé Maria, para pilotar a churrasqueira, de onde sairam tainhas na taquara, salsichões, coraçõezinhos e um belo pedaço de vazio. Para a equipe SerraMar, organizei um substancioso café da manhã.

 Esses momentos de confraternização não tem preço! Guris e guria, foi um prazer recebe-los em minha casa! E que em 2013 a gente possa passar mais um sábado de aleluia tão divertido como o de 2012.

 Ainda estou aguardando imagens da Equipe Monareta e relatos, assim que receber, estarei postando aqui,ok? 

Imagens das chegadas e confraternizações da minha digital, gente as imagens são para registro, não sou fotógrafa.

fleche2012

Vejam as IMAGENS , enviadas pelo Maico da Equipe Flecha Crazy Way.

Leiam o RELATO do Rodyer, ciclista de Curitiba e participante da Equipe Flecha Crazy Way.

Equipe SerraMar

….

11 ideias sobre “Flèche Velócio do Brasil

  1. Glademir

    Ola' Ninki !
    Tambem to com saudades dos brevets em POA.
    Este ano, irei realizar ai' com vcs as provas ( 400, 600 e 1000 ).
    Parabe'ns pelo trabalho desenvolvido `a frente da SAC.
    Abraço,
    Glademir, Ijui'.

    Responder
  2. Maico Birolo

    Olá Ninki! Gostaria de agradecer (agora publicamente) a acolhida na madrugada de sábado passado. Muito obrigado por tudo! A tainha na taquara, os corações com chimichurri, a cervejinha e não poderia esquecer: o guaraná charrua… minha primeira vez em eventos da SAC. Tudo bem que foi um evento "informal", mas mês que vem a galera de Urussanga deverá estar remediando tudo isso no 300. Abração e até logo!!

    Responder
  3. ninki

    Bah Maico nada para agradecer!! Foi uma bela oportunidade pra gente poder conversar um pouco, apesar do tempo que nos conhecemos, nos encontrando nos "pcs da vida", essa foi a primeira vez que pudemos sentar um pouco e trocar mais que 10 ou 15 palavras entre um carimbo e outro!! hehehehehe
    Aguardamos vocês em maio para o brevet de 300km, podem ter certeza que daremos o nosso melhor para receber a todos com muito carinho!!

    abraços, ninki

    Responder
  4. ninki

    Mas que notícia boa!! Estaremos trabalhando na próxima semana, para fechar o novo trajeto do Giro do Chimarrão, para divulga-lo o mais cedo possivel!! Vai ser muito bom ter você por aqui para os Brevets maiores!!

    abraços, ninki

    Responder
  5. Rafael P. de Castro

    Oi Ninki, obrigado pela recepção. O café estava esplêndido, muito saboroso… Foi um Fleche difícil, concluímos o trajeto faltando apenas 15 minutos para expirar o tempo regulamentar, dormimos na beira da estrada… Não houve nenhum conforto. Cada Brevet é uma história diferente, isto é que faz a diferença no Randonnée… Há brevets fáceis e brevets difíceis, porém, todos são apaixonantes!

    Responder
  6. ninki

    Rafael, eu que tenho que agradecer a vocês, a Equipe SerraMar tem prestigiado o Fleche da SAC todos os anos e isso nos honnra muito!
    Recebe-los para um café da manhã, foi uma maneira simples de demostrar o carinho que temos por todos vocês!!
    Ainda estou aguardando um relatinho da equipe, sobre a pedalada e também sobre o turismo que vocês aproveitaram para fazer, creio que seria interessante contar isso para as pessoas, para que mais equipes pensem em trajetos interessantes nos próximos anos.

    abraços, ninki

    Responder
  7. bicicletas e bikes

    Caros ciclistas audaxis,
    Parabéns pelo desafio e pela tipo de ciclismo que vocês escolheram. Vocês teriam um grupo para me indicar aqui na cidade de São Paulo, para que eu possa iniciar-me neste tipo de prática esportiva?
    Grato, Neto.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *